31 de maio de 2009

Polarização Estacionária Recíproca

Procura, graças a seu estado de ser, cooperação. Ele (a) não pode prescindir disso. O Amor, que está acima de tudo e de todos, faz essa cooperação evidente. Ela pode relacionar-se tanto com a humanidade, como também com uma raça, com um povo, com um homem.
O Logos dispôs que a humanidade, se ela quiser produzir força, tenha de fazer uso, faça uso, da assim chamada "polarização estacionária recíproca", isto é, da cooperação entre homens e mulheres em perfeita igualdade de direitos, contanto que aí se leve em consideração a polarização recíproca.O que significa isso? Para isso tendes de saber que os veículos da personalidade masculina são polarizados de maneira diversa dos veículos da personalidade feminina. O corpo mental do homem é polarizado negativamente, o da mulher, positivamente. O corpo astral do homem é polarizado positivamente, o da mulher, negativamente. O corpo etérico do homem é polarizado negativamente, o da mulher, positivamente. O corpo material do homem é polarizado positivamente, o da mulher, negativamente. Isso acarreta a necessidade de campos distintos de manifestação para o homem e para a mulher. Exatamente por isso, portanto, por meio da polarização recíproca, cooperação e equilíbrio podem ser alcançados a serviço da sagrada Fraternidade.
Porque seu corpo mental é negativo, o homem é acessível a inspirações. Porque o corpo mental da mulher é positivo, portanto, irradiante, o entendimento feminino, em sua natureza, é mais sensato, porém também mais limitado.O corpo astral do homem é extraordinariamente ígneo e dinâmico; o da mulher, receptivo e, com isso, aberto a influências. O corpo etérico do homem é aberto a influências; o da mulher, irradiante, criador, enquanto o contrário é novamente o caso no que concerne a ambos os corpos materiais – o do homem é irradiante, o da mulher, receptivo. Assim, em ambos o princípio irradiante é criador, e o princípio receptivo gerador. Devido ao corpo mental do homem que é negativo, ele é, na Gnosis, mais receptível à radiação do Espírito, que é positiva. Devido ao corpo mental positivo da mulher, ela é, na Gnosis, mais receptível à luz e à força da Alma, que são negativas. Por isso denomina-se o Espírito masculino e a Alma, feminina.A todo homem e a toda mulher é dado participar dessa grande cooperação na grande comunidade de almas. Mas isso tudo nada tem a ver com o casamento terreno e sua problemática.
De "As Núpcias Alquímicas de Christian Rozenkreuz" - Jan Van Rijckenborgh - Editora Rosa-Cruz.
Este testamento foi escrito originalmente por Johann Valentin Andreae que morou e atuou por volta de 1600, na pequena cidade de Calw, na Floresta Negra, Alemanha. Ele colocou em seus escritos grande riqueza interior, porém ele escreveu, evidentemente, para os que tinham um nível de consciência semelhante ao seu. Uma vez que Andreae era um gnóstico, é perfeitamente compreensível que apenas poucos de seus livros hajam sido interpretados de maneira correta, embora inúmeros os tenham lido e estudado diligentemente desde então. A chave do discernimento gnóstico (grau que o aluno só alcança com sacrifício, experiência, humildade e maturidade) é indispensável para tanto.

Nenhum comentário:

Postar um comentário