Pesquisar este blog

Carregando...

4 de outubro de 2014

Poder de Auto-geração.

Sétima Onda Encantada da Tormenta Azul.
Palavras chaves do Tormenta Azul:
Catalisar – Energia – Auto-geração.

Propósitos deste período: Atrair energia, potencializar os sonhos, realizar cura e transcender a ilusão.
Período de grandes e profundas mudanças, em que você poderá se sentir mais acelerado, devido a um grande aumento de energia interna. Questões profundas poderão aflorar para serem trabalhadas e, nesse momento, poderá surgir certa tensão interna, então, procure energizar o seu Plexo, e também o faça com os outros chakras (coloque suas mãos, uma sobre a outra, na área de cada chakra, por alguns segundos), para manter o equilíbrio energético. Esse também é um bom período para fazer mudanças em algum projeto, algumas atitudes e em si mesmo, mas lembre-se de manter sua calma e paz interior, mesmo quando acelerado, procure respirar profundamente e se manter conectado ao seu centro, para não perder o controle das coisas. Procure seguir sua intuição, a qual estará forte, potencialize seus sonhos, seus projetos, dê poder a eles, traçando estratégias de ação, pois a abundância também estará potencializada. Mas, lembre-se de que quando se fala em abundância, está se referindo ao aumento de qualquer coisa, por isso, mantenha sua harmonia interna para atrair a energia suficiente para dar impulso aos seus sonhos para que se tornem realidade. O que quer que você faça que seja feito com um profundo conhecimento, jamais dê um passo sem analisar todas as perspectivas e possibilidades. Saiba o que realmente você quer, curando o que está em desarmonia, sempre sendo guiado por sua intuição. Aprenda a olhar por todos os ângulos para ter uma visão sem ilusões. Tente não fantasiar as situações. Veja sempre o que realmente está a sua frente e assim tudo flui com mais naturalidade, sem a famosa rigidez, pois ela faz parte de uma visão unilateral, que leva a perder a magia de se viver cada momento, os seus sonhos e projetos, com decisão, certeza e aumento da energia que impulsiona a realização.

Desafios (o que devo aprender?): Estabilizar a vida, equilibrar a percepção e produzir harmonia.
Entenda que tudo o que você realiza, a qualquer nível, é divino, uma vez que você é um ser divino então, se há alguma coisa aparentemente desestabilizada, é porque você não está atento a esta divindade em si mesmo. Muita gente, hoje em dia, se queixa da falta de recursos financeiros/materiais para a realização de seus sonhos ou projetos e, aí, mergulha em um abismo de insatisfação consigo mesmo. Então, cada vez mais, se afasta das possibilidades de uma realização efetiva, porque se prende a um único caminho de concretização, esquecendo que há alternativas. Lembre-se de que a 3ª dimensão, é o mundo das manifestações, e só você pode acionar esse campo, mas, procure não se afastar do seu ser divino que está ligado a seres mais divinos ainda. Ao esquecer-se disso, você segue mantendo a vida instável, desestabilizada e cheia de altos e baixos que só leva ao estresse, desarmonizando o corpo físico. Então, procure estabilizar sua vida buscando a iluminação, expandindo sua luz interna para o seu campo energético, para os seres que estão em seu ambiente imediato e, para o planeta depois; traga essa luz expandida e a concentre em suas realizações. Procure perceber cada detalhe individualmente, pois só assim será mais fácil detectar onde precisa de maior concentração energética. Para se concretizar algo é preciso determinar o que realmente se pretende e para quê, depois, focar sua energia no que deseja, mas que tudo o que você fizer ou vir a fazer, seja através da arte, porque a arte pressupõe harmonia e ela existe em tudo e em todos. Então, manter uma vida estabilizada é se realizar como um ser divino e sagrado. Equilibrar a percepção é perceber essa “sacralidade” e divindade em tudo e produzir arte é cultivar a harmonia de tudo isso.

Qual é a ação? Nutrir o ser, sobreviver e purificar.
Esse período também requer um cuidado profundo, com o nosso ser, uma vez que é um momento de intensificação energética, o excesso de energia pode ocasionar ansiedade ou apatia. Então, fique atendo aos cuidados que deve ter consigo mesmo. Desde uma alimentação saudável com pouca gordura, pouco ou nenhum café e/ou chocolate e, muita maçã, água e sucos. Também é bom se manter longe de ambientes e pessoas muito agitadas, pois pode causar certo estresse. Procure nutrir sentimentos de confiança e amor por você mesmo. Lembre-se que para a sua sobrevivência e a de seus sonhos ou projetos, é necessário que você tenha o domínio sobre os seus instintos negativos, conhecendo-os e mantendo-os bem trabalhados e, se mantenha abastecido de força vital, que é adquirido ao contato com a natureza, através de exercícios respiratórios, onde se inala prana (energia vital), banhos de rio, caminhadas em locais com muitas árvores, grutas, etc. O lado emocional também deve ter sua atenção especial, durante este período, pois, as emoções costumam interferir, ampliando ou bloqueando a energia. Então, aproveite esse período, de intensificação energética, para buscar recursos energéticos de purificação para o que lhe parecer desarmônico. Não reprima suas emoções, mas quando elas surgirem, observe-as como um espectador, analise-as, compreenda como foi que surgiram, se são positivas ou negativas e, no caso de serem negativas, trate logo de purificá-las, transformando-as em algo positivo. A purificação energética do seu ser é imprescindível, neste momento em que estamos vivendo e, principalmente nesta onda encantada, em que temos a nosso favor a facilidade para fazer profundas transformações e, que tal fazer agora seu guia de sobrevivência? Leve em conta que não se pode destruir nada, mas, transformar.

Qual a melhor forma de agir? Definir a forma de se comunicar, se harmonizar com as oportunidades de mudanças e se dedicar ao amor incondicional.
Observe a forma como você se comunica consigo mesmo e com os demais. Como você diz as coisas, o tom de sua voz. Se de forma incessante, compulsiva e ansiosa para dizer tudo o quanto for possível ou, de forma amável e com a comunicação bem definida quanto ao que você quer transmitir. Se você fala a partir de seu coração, ou usa as palavras para ocultar sua insegurança. Observe sua forma de se comunicar e se desapegue de toda a conversa ociosa e que não trás nenhum acréscimo à sua evolução espiritual. Aprenda a sentir e experimentar a sua conexão com o divino. Procure se harmonizar com todas as oportunidades que lhe surgirem para ajudar em seu auto-conhecimento, começando com o desapego aos antigos padrões. Que tal você analisar seus padrões repetitivos, por exemplo, simples rituais como sentar a mesa, para as refeições, sempre no mesmo lugar. Experimente mudar de lugar. Procure reparar se a sua fisionomia, no dia-a-dia é relaxada ou tensa. A maioria das pessoas se mantém tensa quase que 24 horas por dia e, estão tão condicionadas a essa atitude que nem percebem, mas alguém que se aproxima, pode sentir e, às vezes, se afasta ou se cala. Então, procure se observar mais e mudar esses padrões negativos. Seja mais leal a si mesmo, ao que você gosta, tendo a consciência do por quê. Procure se amar mais e universalizar esse amor, de forma incondicional, para ajudar a trazer mais paz e luz para esse planeta, mas que seja algo espontâneo, de coração.

Vôo Mágico (qual é a saída?): Transcender a ilusão.
Apesar de muita gente dizer que não se ilude sempre se está sendo sabotado pelos sentimentos e emoções e, se acaba vendo o que não existe e criando uma história que não é real. Isso faz parte da tridimensionalidade. Então, é hora de ver as coisas com mais clareza, para saber separar a fantasia da realidade. Quando se diz transcender a ilusão é para se trabalhar mais com os pés no chão e conectado a magia da vida que permite brincar, sorrir, levar as coisas com mais sutileza, porém sem perder a responsabilidade de se estar vivendo na terceira dimensão, em um mundo de seres que nem sempre se permitem ser quem realmente são. Então, vá para além da sua própria ilusão e encontre seu ser mais leve que emerge radiante como um grande ser que sabe brincar com a magia da vida, dissipando as ilusões que foram criadas apenas para você compreender que é apenas uma ilusão. E, quebrando a rigidez inicial, aprende a sorrir e resgatar sua inocência, o espontâneo e levar a alegria para o mundo.

8 de setembro de 2014

A Mulher era Ela

Por mim. E só por mim. Por eu ser linda e ter amado. Por eu ser linda e ter amado Muito. EU ASSUMO : ela era a moça mais ousada e linda que já conheci. Ela era tímida e não sabia. Eu sabia da sua e da minha própria timidez, mas ela nem sequer sonhava o quão frágil e musical eu vivia por dentro das minhas vísceras...

Não tem grilo, 'my love'... Eu digo...Seu ouvido nunca foi seletivo para o meu inglês de OvO de pterodátilo, porque la no seu coração etéreo de bruxa ela me amava.

E nem sonha que aqueles comentários no seu texto eram meus... Porque ingenuamente eu, que na verdade era menina da história, estava preocupada que seus orgasmos - ela sim, a Mulher - danificassem seus sentidos mais sutis e a enlouquecesse... Até hoje não descobri se isso teve algum grau de utilidade na vida dela... Afinal, era um relacionamento místico, porém à distância. Obra kundalínica de algum DEUS PAGÃO que nos escoltava por aí... Mas, como uma boa criança sonhadora... Eu tentei salvá-la do dragão malvado... rs. Nunca soube se existiu a saga que entrevi pelas frestas da noite. Mas enfim... Se o mundo é dos que sonham eu vivi o mundo, para hoje, acordada, estar contando.
Os comentários anônimos foram meus sim. Eu bem que podia ter assinado com o meu nome na época, mas daí ela ficaria sabendo antes do tempo que eu era somente uma viajante do futuro. Entendeu? Não? Não tem problema... Estou acostumada a sentir tudo CALADA até o osso gemer e o vento cantar.

(Nayre)



Veja o Som e Coma o Filme --------> AQUI

6 de agosto de 2014

poema telúrico


.

Na terra grave
Querubins são grilos
noite adentro

Tal qual cordas de instrumento
tremolentopordentro acelero-por-fora
tremoluzente calma em alta-frequência
Segue-se o improviso
afinadoamadoristicamente

(nayre)